Dossiê DWBR: Qual é o limite de regenerações?

dest-regeneracao

Surgiu uma pergunta no nosso Ask.fm a respeito do limite de regenerações que o Doutor tem, e a questão sobre Peter Capaldi ser o último Doutor, já que, em tese, ele é o 13º se contarmos o John Hurt como 8.5. Pois bem, para desmistificar essa questão, vem a nosso socorro o adorado salve salve Neil Gaiman, roteirista de Sandman, autor de livros de fantasia e responsável por dois episódios da série: The Doctor’s Wife e Nightmare in Silver.

“Bem, essa era a regra quando tínhamos os Senhores do Tempo comandando o programa (e foram eles que deram ao Mestre suas regenerações extra). Não há mais nenhum Senhor do Tempo… MINHA OPINIÃO (que não é Canon) é que o limite de regenerações é parecido com o limite de velocidade. Você pode quebrá-lo, mas as coisas ficam perigosas se você o fizer. Os Senhores do Tempo eram como os guardas da CET: eles asseguravam o limite. Sem eles, o Doutor pode continuar regenerando mais de 13 vezes, mas com consequências”.

AINDA BEM que ele falou que não é Canon e que é SOMENTE E TÃO SOMENTE uma opinião, né? 😀

Mas isso é só a ponta do iceberg. É importante lembrar que a regeneração é um processo complicado. Embora tenha sido usado na série como uma desculpa porque William Hartnell estava velho, a mitologia por trás da coisa enriqueceu bastante ao longo dos anos.

O limite de regenerações sempre foi um assunto polêmico, e isso graças às informações desencontradas e eventos que rolaram dentro da própria série. O número 12 foi trazido à tona pela primeira vez na época do 4º Doutor, no arco The Deadly Assassin. Porém, em The Death of the Doctor, um episódio de Sarah Jane’s Adventure, o 11º Doutor diz que podia se regenerar 507 vezes. (o que nós abre mais uma teoria: 12 = 5 + 0 + 7. Pensem nisso…) Ou seja…

Além disso, existem várias coisas que podem mudar isso. River Song deu suas regenerações para o Doutor, embora ela não seja exatamente uma Timelady, então não se sabe as consequências disso. O Mestre, por sua vez, sempre teve um probleminha com isso, e já foi concedido regenerações por parte dos Timelords.

A regeneração tem ainda outras implicações. Um timelord pode parar uma regeneração, ou morrer no meio de uma, e não precisa usar necessariamente as 13. Ele não tem controle algum sobre a aparência que terá. Ele poderia, sim, vir como homem ou mulher (ou uma criança, um negro, uma negra, uma japonesa e por aí vai…).

E pra quem acha que Steven Moffat nunca escalou uma mulher pro papel de Doutora é porque não conhece o Curse of Fatal Death, um Comic Relief dos anos 1990 em que o Doutor é interpretado pelo Rowan Atkinson aka Mr. Bean. Ele tem um caso com sua companion, e acaba se regenerando como uma mulher, Joanna Lumley – e regenera váááárias vezes depois em coisa de minutos! (para os fãs de AbFab, o especial é incrível por motivos).

Já em Exile, existem penalidades para o Senhor do Tempo que se suicida. No caso, o Doutor de Nicholas Briggs se suicida para mudar de aparência e despistar os Senhores do Tempo, e isso faz com que ele regenere no gênero oposto. Portanto, as regras não são tão fixas assim.

A verdade é que isso de 13 regenerações ficou tão enraizado que é difícil mudar a opinião das pessoas. É preciso sair um pouco da série e vir para a vida real: Doctor Who nunca foi tão popular. A série acaba de fazer 50 anos e duvidamos que não vá acabar tão cedo. Os produtores sabem disso e não vão acabar com uma série por causa de um detalhe que não é fixo. Ou seja: KEEP CALM AND ENJOY THE SHOW!

Para um aprofundamento desse assunto, recomendamos a leitura do artigo sobre regenerações na Tardis Wikia, com diversos detalhes específicos. Como se vê, é algo que ainda dá muito pano pra manga!

E agora para algo não tão diferente…

enquete-capaldi

Assim como o público internacional, descobrimos que os brasileiros também aceitaram Peter Capaldi como o novo Doutor. Segundo nossa enquete, 53% dos nossos leitores acham que já estava mais do que na hora de um Doutor mais velho. 7% ainda disse que não aguentava mais o Matt Smith…

No entanto, recebemos mais de 100 votos na opção “Odiei, Matt e/ou David eram bem melhores”. Para essas pessoas, pedimos um pouco de paciência para que Capaldi mostre do que é capaz! E bom, se ficarmos com saudades, sempre dá pra assistir os episódios antigos! 🙂

Thais Aux

Thais Aux é jornalista e tradutora. Começou a ver a série em 2011, quando criou este site! Doutor favorito: 10º. Companion favorita: Rose Tyler. Vilão favorito: Daleks!

2 comentários em “Dossiê DWBR: Qual é o limite de regenerações?

  • 16/08/2013 em 3:39 PM
    Permalink

    Sobre o fato dos Time Lords não terem o controle sobre a aparência, não sei se isso abrange a todos, mas a Romana controlava a aparência copiando o corpo da Princesa Astra e trocando várias vezes de corpo porque o Doutor não gostava até voltar a aparência da Lalla Ward. Apesar que isso foi para explicar o retorno da atriz como outra personagem um episódio depois da aparição dela como Astra.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*