Dossiê dos 50 anos: Relembrando Patrick Troughton

Relembrando Patrick Troughton…

Patrick

Com o segundo mês do ano nós relembraremos do incrível magnifico inigualável Segundo Doutor, vivido por Patrick Troughton.

(O DWBR informa: Esse post é feito por um fanboy do 2º Doutor. Ou seja, tende a ser muito longo e empolgado. Aconselha-se ir no banheiro e pegar algo para comer antes de começar, pois isso pode demorar)

Escolhido pelo próprio William Hartnell para assumir o papel de Doutor, Patrick deu um novo ar à série, transformando o Doutor, de um avô rabugento, em um tio atrapalhado (e por vezes rabugento também). O ritmo da série se tornou muito mais físico do que nas primeiras três temporadas – tanto que não era difícil escutar o 2º Doutor proferindo a frase “Quando eu disser corra…CORRA!”

Aos 46 anos, em 1966, Troughton dá um ar muito menos cavalheiro de ser ao Doutor. Coletes, gravatas de fita bem arrumados, e ternos sobre medida estavam definitivamente fora de questão. As roupas do 2º Doutor pareciam mais tiradas de um brechó de esquina do que de um guarda-roupa propriamente dito. Calças largas, terno definitivamente maior do que o usuário, gravata torta presa com um alfinete…aaaah é, isso sim é se vestir com conforto! (e aqui abre-se o parentese de review porque esse que vos escreve já teve o privilegio de se vestir assim!)

O Doutor de Troughton, ao contrario de que muitas pessoas pensam, foi o responsável pela apresentação de um dos elementos mais icônicos da série inteira. Se a TARDIS estava para Willaim Hartnell, a Chave de Fenda Sonica estava para Patrick Troughton! Foi em 1968, no episódio Fury from the Deep que o dispositivo mais usado pelo nosso Senhor do Tempo foi mostrado pela primeira vez. E não se deixe enganar pela simplicidade do modelo, ela era tão funcional quanto o modelo brutamonte de hoje em dia.

              

Também atribuido erroneamente a outra encarnação dele mesmo, as tão famosas Jelly Babies foram apresentadas ao público primeiramente pelo 2º Doutor, e não por sua versão cabeluda de quase 2 metros de altura.

Em se tratando de marcas registradas, se o Doutor de Tom Baker ficou conhecido pelo cachecol gigantesco e Peter Davison pelo talo de aipo na lapela do paleto, Patrick Troughton ficaria conhecido por sua inseparável flauta doce. O 2º Doutor era um verdadeiro amante de boa música.
Outro item que acabou se tornando conhecido na persona do 2º Doutor, apesar de ter sido usado em três arcos apenas, foi seu monstruoso e provavelmente muito confortável casaco de pele.

Já em se tratando de companions, o 2º Doutor teve uma quantidade considerável. Foram eles: Ben e Polly (que foram os últimos companions do 1º Doutor no caso…); o jovem escocês, Jamie McCrimmon; Victoria Waterfield, uma menina feita órfã pelos Daleks, que o Doutor levou consigo após as desventuras com os saleiros gigantes; O [futuro] Brigadeiro Alistair Gordon Lethbridge-Stewart, na época, Coronel; e a jovem cientista do século 21, Zoe Harriot.

Jamie por sua vez, foi o primeiro companion da história que foi chamado de amigo pelo Senhor do Tempo. Em uma relação Scooby-Salsicha, a dupla era o alívio cômico de sua própria série.

A época de Troughton como Doutor teve lá sua gama de curiosidades interessantes, como por exemplo, o fato de que o ator, ao ser chamado para assumir o papel do Senhor do Tempo, tinha a ideia de fazer o Doutor regenerar com a aparência de um quase-gênio da lampada. Não, você não leu errado, Troughton pensou em se pintar para ficar moreno, colocar brincos e tudo mais, porém, a equipe da época vetou a ideia (para nossa sorte) alegando que isso poderia tirar o ar original do personagem.
Outra curiosidade legal é a que Patrick foi o primeiro ator na série a protagonizar dois personagens no mesmo episódio, sendo eles, o próprio Doutor e Ramón Salamander, um politico inescrupuloso que tentou tomar o mundo pra si, em The Enemy of the World.

E nos nosso top 3 de episódios nos temos *tambores rufando*:

  • The Tomb of the Cybermen
    Nesse episódio, o Doutor, ao lado de Jamie e Victoria, pousam em um planeta onde uma expedição arqueológica tenta desvendar os mistérios de uma antiga ruína de Cybermen, porém, algo lá dentro estava só esperando para sair…
  • The Abominable Snowmen
    Ao ir ao Himalaia para entregar um item para seus amigos monges, o Doutor, novamente ao lado de Jamie e Victoria, se deparam com a ameaça dos Abominéveis Homens-das-Naves Abomináveis Homens-das-Neves, e por trás de tudo isso a Grande Inteligencia!
  • The War Games
    No último arco do 2º Doutor, nosso senhor do tempo e seus companions, Zoe e Jamie (sim, ele ficou muito tempo, olha só!) se envolvem num mistério em que pessoas são tiradas de seus respectivos pontos no tempo, e vão parar em nada menos do que a 2ª Guerra Mundial…
    No final desse arco, o Doutor é obrigado a devolver Jamie e Zoe para seus respectivos pontos no tempo, sem memória alguma de suas aventuras com o Doutor. Sim, triste.

 

A temporada 6B

Diferente dos outros Doutores, que tiveram sua cena de regeneração mostrada (ou mencionada, como foi no caso do 9º Doutor), o 2º Doutor, no final de The War Games, é sentenciado a regenerar como pena de ter interferido tanto no curso normal dos acontecimentos da Terra. Porém, a cena de regeneração nunca é mostrada! Vimos apenas o Doutor rodando em sabe-se lá o que e…fim. Season Finale!

Já no começo da temporada seguinte, vimos o Doutor, já regenerado, apenas caindo inconsciente de dentro da TARDIS…

Bem, até aí tudo bem…o ponto complexo quando o 2º Doutor aparece no especial The Three Doctorse o 3º Doutor não lembra dos fatos desse encontro, mas de novo, até aí tudo bem, porque essa regeneração teve a mente parcialmente apagada pelos Senhores do Tempo, quando foi exilado na terra, após os acontecimentos de The War Games.

Mas fica mais complexo! No especial The Five Doctors, vemos o 2º Doutor, claramente mais velho, com cabelos levemente mais grisalhos, fazendo uma paradinha para visitar o Brigadeiro, mas muito depois dele encontrar com o mesmo na última vez, em Three Doctors!

E se você achava que isso estava confuso demais, ainda tem mais! Em The Two Doctors que o caldo engrossa de verdade! Nele, vemos o 2º Doutor, bem mais velho do que já haviamos visto antes, ao lado de ninguém mais ninguém menos que Jamie McCrimmon (também mais velho do que antes), SIM, o mesmo Jamie McCrimmon que ele havia deixado pra trás desmemoriado em The War Games, lembrando todos os acontecimentos de suas aventuras com o Doutor! E como se tudo isso não bastasse, os dois alegam estarem trabalhando para os Senhores do Tempo!

Ou seja, whovianzada bonita,entre o fim de The War Games e Spearhead from Space existe toda uma temporada de aventuras do 2º Doutor trabalhando para os Senhores do Tempo, para tentar se redimir e não ser exilado na terra nos anos 70…o que claramente não serviu de muita coisa, já que, como sabemos, ele vai parar lá exilado de qualquer jeito #SenhoresDoTempoSãoUmaCambadaDeFidapú

E o mais impressionante disso tudo é que essa temporada 6B está inserida dentro das outras temporadas depois da época do 2º Doutor, tão bem quanto em livros que se passam nesse entremeio dos episódios desse e do 3º Doutor.

Pois éééé, galerinha, muita informação, né não?
Espero sinceramente que o cérebro de vocês não tenha parado no teto com tanta informação, e que isso seja gás o suficiente para o que está por vir mês que vem, quando nós relembraremos os tempos do Doutor Vovô-Garoto de Jon Pertwee!

Freddy Pavão

Freddy Pavão é publicitário, nerd, gamer, podcaster e tem um amor sem fim pela Série Clássica e o Universo Expandido. Já assiste a série há 10 anos. Doutor favorito: 7º. Companion favorita: Ace. Vilão favorito: Valeyard!

4 comentários em “Dossiê dos 50 anos: Relembrando Patrick Troughton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*